Guia de compra: bolas de golfe

Atualizado: Mai 29



Fiz um resumo dos testes feitos pela revista Today´s Golfer e pelo site MyGolfSpy.



A Today´s Golfer testou 21 bolas diferentes com três velocidades de swing de driver: 9 graus a 115mph com vara extra stiff, 10,5 graus a 100mph com vara stiff e 12 graus a 85mph com vara regular; 80mph com o ferro sete e 74mph com um pitching wedge.


O teste feito pelo MyGolfSpy contou com 34 bolas diferentes. Duas velocidades de swing, 115 e 85mph, para driver a ferro sete e aproximadamente 70mph com o sand wedge.




A seguir, seis fatos sobre bolas de golfe pelo site MyGolfSpy.com:


"1 - Fit para bolas de golfe é o futuro

A mudança mais significativa resultante desse teste deve ser que a bola de golfe se torne parte do processo de fitting.


É evidente que a indústria como um todo precisa se concentrar menos no marketing (feeling) e mais no fit para bolas que realmente nos ajudarão a obter scores mais baixos.


A bola de golfe é o único equipamento que todo jogador de golfe usa em todas as tacadas.


Nenhum jogador quer deixar pra trás quase 20 jardas porque gosta do feeling ao bater com o driver. Distância não é tudo, mas importa. O mesmo vale para spin, as características de lançamento e todos os outros aspectos do desempenho das bolas. O fit para a bola de golfe é absolutamente importante - na verdade, é tão importante quanto o fit de tacos, e provavelmente mais.


Escolher a bola de golfe certa tornou-se tão complicado quanto escolher os tacos nos dias atuais. Muitos jogadores de golfe são fiéis a uma marca quando desejam obter as melhores bolas para si mesmos, em vez de tentar bolas diferentes. Mas antes de experimentar, você precisa aprender quais especificações deve considerar ao escolher a melhor bola de golfe para o seu jogo.




2. Já te informaram que nem de todas as bolas de golfe têm a mesma distância?



Distância do driver (115 MPH): A distância média carry entre a bola mais curta e a mais longa no teste foi de 17,43 jardas.


Distância do driver (85 MPH): A distância média carry entre a bola mais curta e a mais longa em no teste foi de 7,6 jardas.


Spin com o Sand Wedge: Houve uma média de 1425 RPM de diferença entre a rotação mais alta e a mais baixa no teste.


Na velocidade mais rápida testada, a distância entre a bola mais longa e a mais curta no teste foi de surpreendentes 38,77 jardas. Para a maioria dos jogadores de golfe, essa é uma diferença de mais de 3 tacos.




3 - BOLA MACIA É UMA BOLA LENTA

Uma bola macia é uma bola lenta; simples assim. Se você estiver jogando com uma bola de golfe "soft", provavelmente isso está te custando distância do tee (a menos que você tenho um swing abaixo de 85 MPH).


Um segmento crescente no mercado, o segmento soft (ou de baixa compressão) inclui bolas conhecidas como Callaway Chrome Soft, Wilson DUO, Bridgestone Tour B RXS e Titleist AVX.


Bolas mais firmes são mais rápidas, geralmente mais longas e, como um benefício adicional para muitos golfistas; elas tem mais spin ao redor do green.


Entendemos que alguns de vocês gostam de uma sensação suave, mas a realidade é que os únicos golfistas que podem obter benefícios reais de desempenho com bolas de baixa compressão são jogadores de alta velocidade e alto spin. Provavelmente não é você.





4 - NÃO SE PREOCUPE COM A TAXA DE COMPRESSÃO

Vamos abordar um dos mitos mais comuns sobre bolas de golfe. Esqueça o que você pode ter ouvido, seu swing é rápido o suficiente para comprimir uma bola.


Nossos testes mostraram que as bolas de golfe não apresentam desempenho diferente em diferentes velocidades de swing - pelo menos em nenhum grau significativo. Bolas que são rápidas em 115 MPH são rápidas em 85 MPH. A conclusão é que uma bola curta não se torna uma bola longa quando a velocidade do swing aumenta."


Ainda não existe um padrão que determine taxa de compressão muito menos testes homologados.


5 - ESOLHA UMA BOLA E JOGUE COM ELA

Não há como enfatizar isso o suficiente. Após a realização deste teste, nos tornamos fiéis à ideia de que os jogadores de golfe devem escolher uma bola e jogar com ela ... exclusivamente.

O golfe já é difícil o suficiente, por isso faz sentido eliminar todas as variáveis possíveis. Escolha uma bola e jogue-a a cada rodada e a cada tacada.



6 - UMA TACADA RUIM PODE NÃO SER CULPA SUA

Você pode colocar culpa da sua próxima tacada ruim na sua bola de golfe. Isso mesmo; os golfistas podem ter uma desculpa legítima na próxima vez que jogarem.


Nossos testes encontraram algumas inconsistências importantes em alguns modelos de bola que resultaram em tiros que voaram 20 jardas ou mais offline (em testes de alta velocidade). Dada a consistência de swing do robô, isso era algo de se esperar. Os especialistas com quem conversamos acreditam que os problemas podem ser atribuídos a inconsistências na fabricação (bola não redonda, camadas não centralizadas ou irregularidade nos dimples). Essas mesmas irregularidades também podem causar distâncias inconsistentes de carry.



Melhores desempenhos de acordo com o teste de 2019 do site MyGolfSpy:



Abaixo segue o resumo das explicações sobre as camadas da bola pela Today´s Golfer:


1. Bolas de golfe de uma camada

A forma mais básica de bolas de golfe é a bola de uma camada. Ela é especialmente projetada para iniciantes e driving range. Normalmente essa construção básica de bolas de golfe é feita de pedaços sólidos de Surlyn moldados com dimples na superfície.


2. Bolas de golfe de duas camadas

As bolas de golfe de duas camadas são ideais para o seu golfe de todos os dias, como a maioria dos outros jogadores, porque é durável e oferece distância máxima. Esse tipo de construção é formada com um único núcleo sólido, geralmente por plástico rígido e sua cobertura O núcleo é geralmente feito de um acrilato de alta energia.


3. Bolas de golfe de três camadas

O núcleo de uma bola de golfe de três camadas é feito de uma peça de borracha sólida, normalmente. A outra camada é feita de borracha sob a cobertura moldada feita de Surlyn ou Uretano durável. Esse tipo de bolas gera bem mais spin do que as bolas de duas camadas. Essas bolas são altamente recomendadas para os bons jogadores de golfe, oferecendo-lhes mais controle sobre o vôo da bola. Na verdade, é como uma fórmula. Quanto mais camadas uma bola de golfe tiver, mais controle ela oferecerá sobre o vôo da bola. Cada camada faz uma separação de rotação que permite controlar o vôo da bola e fornecer um tiro mais preciso.


4. Bolas de golfe de quatro camadas

Nas bolas de golfe de quatro camadas cada uma serve a um propósito diferente e trabalha em conjunto para garantir ao mesmo tempo as tacadas mais longas e as mais macias. A principal diferença entre uma bola de golfe de três camadas e uma bola de quatro camadas está no núcleo. Essa cobertura intermediária é responsável por aumentar a distância do driver, produzindo menos spin ao mesmo tempo. Então, se é isso que você procura, troque por uma bola de golfe de quatro camadas.


5. Bolas de Golfe de cinco camadas As bolas de golfe de cinco camadas são para aqueles que procuram o controle total sobre seu vôo de e spin. Não é muito diferente das bolas de golfe de três ou quatro camadas. A camada extra apenas adiciona um pouco mais de spin.


O gráfico abaixo feito pela Today's Golfer mostra as bolas testadas com os resultados de carry e dispersão:


Olhando rapidamente consegue-se ver que atualmente a bola da TaylorMade, a TP5x é a bola mais longa e com a melhor dispersão.



A favorita pela Today's Golfer:


TaylorMade TP5x



As TP5 da TaylorMade garantiram uma forte presença no Tour desde que foram lançadas em 2016.


Ela apareceu entre as três bolas mais rápidas em todas as velocidades de driver Também esteve entre as três bolas mais precisas na velocidade mais rápida de driver e com o ferro sete.


Por todo esse desempenho em velocidade e distância, nossos dados mostram que você sacrifica 660 RPM de rotação com um sand em relação ao spin mais alto (Titleist Pro V1).


Vale a pena notar ...


Se seu jogo é absolutamente baseado em consistência, não podemos tirar nada das duas Titleist Pro V1s. Se o teste tivesse focado exclusivamente na precisão (dispersão) e consistência (drop-offs entre cada tiro), as Pro V1 estariam no topo da lista.








P: Que tipo de problemas de consistênciaf foi observado durante o teste?


R: Nos testes de alta velocidade, várias bolas produziram tiros a mais de 20 jardas ou mais off-line. Essas bolas foram Bridgestone Tour B RX e Tour B RXS, Callaway Chrome Soft e Chrome Soft X, Kirkland Signature 3-Piece, Maxfli Tour e Tour X, MG Tour C4, Mizuno RB e RB Tour X, Snell MTB-X, Srixon QStar Tour e ZStar XV, TaylorMade TP5X, Titleist AVX e Tour Soft (Ionomer) e Vice Pro Plus.





VOCÊ SABIA: Bolas de lago

Você joga com bolas que você pescou no lago? Evite.


Bolas de golfe submersas por um longo período de tempo podem realmente ficar encharcadas. Os núcleos das bolas de golfe são hidroscópicos. Isso significa que eles absorvem água. Se absorver o suficiente, pode diminuir a compressão da bola. Desacelerar a bola pode custar-lhe distância.




Link dos testes:


- Today´s Golfer: https://snip.ly/tcidnp

- My Golf Spy: https://snip.ly/8q8lb6



Em breve o MyGolfSpy irá concluir o teste de bolas de 2020.















376 visualizações
studio orbea logo.jpeg